América Móvil registra prejuízo no quarto trimestre

america-movil-logo

A mexicana América Móvil -controladora da Claro, Embratel e Net no Brasil- registrou um prejuízo de MX$ 11,295 bilhões (USD 606 milhões) no quarto trimestre de 2017, ante prejuízo de MX$ 5,972 bilhões no mesmo período de 2016. A receita total foi de MX$ 263,8 bilhões (USD 14,1 bilhões) no trimestre, uma queda de 2%, devido aos movimentos cambiais.
Segundo a companhia, os resultados financeiros foram também afetados por uma queda da receita em Porto Rico, após o furacão Maria. No acumulado do ano, o grupo teve resultados positivos: registrou um crescimento de 4.7% nas receitas, que chegaram a MX$ 1,021 trilhão (USD 54,55 bilhões). O lucro aumentou 239,1%, para 29,3 bilhões (USD 1,5 bilhão).
No Brasil, a receita foi de R$ 8,94 bilhões no quarto trimestre, crescimento de 0,8% ante o mesmo período de 2016. A companhia registrou queda na receita dos serviços fixos. Segundo o CEO da companhia, Daniel Hajj, essa redução foi impulsionada por uma diminuição de 1,7% na receita do DTH. Durante uma teleconferência com analistas, o executivo disse que a operação de cabo da Net está ganhando participação de mercado e destacou o modelo quadplay, que “tem ajudado muito com o churn”, segundo informa TelaViva.
Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no final de dezembro, O grupo Claro Brasil (Net+Claro+Embratel) tinha 9,07 milhões de assinantes de TV por assinatura e 50,8% de participação de mercado.