Banda larga fixa cresce 8,63% em 12 meses

A banda larga fixa registrou 30,54 milhões de contratos ativos em agosto, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em 12 meses, foram ativados mais 2,43 milhões de acessos (+8,63%). Na comparação com o mês anterior houve variação de mais 32 mil contratos (+0,11%).
Em agosto, as três maiores prestadoras nacionais de banda larga fixa detinham 23,01 milhões de contratos ativos (75,3% do mercado): Claro registrou 9,23 milhões de contratos (30,23%), Vivo, 7,6 milhões (24,91%), e Oi, 6,17 milhões (20,20%). Os pequenos provedores registraram 7,53 milhões de assinantes (24,66% do total).
Em relação às três maiores prestadoras nacionais de banda larga fixa, apenas a Claro apresentou crescimento nos últimos 12 meses, mais 522 mil acessos (+6%). A Oi registrou redução de 218 mil contratos (-3,4%) e a Vivo menos 4 mil (-0,05%). As prestadoras de pequeno porte cresceram 2,13 milhões (+39,3%).
A tecnologia xDSL lidera o mercado com 12,63 milhões de acessos (41,35% do mercado), mas teve redução de 656 mil em 12 meses. O modem a cabo registrou 9,32 milhões de acessos (30,51% de participação), e a fibra ótica 4,66 milhões (15,27%).
Segundo Anatel, A fibra ótica apresentou crescimento de mais 2,10 milhões de contratos ativos no período (+81,89%) e o modem a cabo mais 561 mil (+6,40%). A agência disse ainda que em agosto a tecnologia que apresentou o maior crescimento na banda larga fixa foi o provimento de dados via satélite, mais 90 mil contratos ativos em 12 meses (+116,04%). Essa tecnologia representa apenas 168 mil assinantes (0,55% do mercado).