Brazilian TV channel Curta! will no longer be displayed on GVT and Vivo

Com a fusão da operadora GVT com a Vivo TV, o Canal Curta! será descontinuo da sua programação em suas grades, informa o site “Na Telinha”. O motivo alegado foi que devido à alta do dólar, os custos com os canais estrangeiros aumentaram muito e por este motivo substituiriam o Curta! por um outro mais barato. A GVT passará a se chamar Vivo a partir do dia 15 de abril, em mudança após a compra da marca pelo grupo Telefónica, fechada em 2014 e aprovada em 2015.

 

O Curta! teve crescimento no país em 2014, depois da aprovação da lei de cotas que obriga a veiculação de conteúdo brasileiro na TV paga. Com a decisão da GVT/Vivo TV, que tem 1,79 milhão de assinantes (segundo dados oficias de janeiro 2016 da Anatel) que deixarão de receber o sinal do canal, que consequentemente terá menos dinheiro em caixa. Para equalizar suas contas, o Curta! estuda demitir parte dos seus funcionários.

 

Os diretores da emissora estudam uma contraproposta da GVT/Vivo TV, de colocar o sinal no sistema à la carte pelo preço de 2 reais (0,50 centavos de euros). Atualmente, o canal recebe doze centavos por assinante. “Lutamos de todas as formas, apresentamos os diferenciais de sucesso mercadológico do canal mas parece que a situação não será mesmo revertida”, disse Julio Worcman, diretor geral do canal Curta!.

 

Com a saída do canal em abril, a operadora terá que contratar algum dos outros canais brasileiros (CaBEQ brasileiro de 12h de programação nacional) para cumprir as cotas de empacotamento definidas pela Lei 12.485.