Cade analyzes Globo’s exclusive soccer rights

 

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) analisa os contratos de exclusividade da rede Globo nos direitos de transmissão do futebol brasileiro. De acordo com reportagem publicada pelo portal UOL, o Cade está “colhendo informações” mas nega ter aberto um processo formal.

 

“Após instrução inicial”, diz o órgão, “o procedimento preparatório pode ser transformado em inquérito administrativo ou arquivado”.

 

Por meio da CGcom (Central Globo de Comunicação), a emissora aclarou ao portal UOL que “a concorrência existe, e quem mais ganha com isso são os clubes”. “Todas as informações solicitadas estão sendo fornecidas diretamente ao órgão”, adicionou a Globo.

 

Desde fevereiro, o órgão apura supostas irregularidades na concorrência entre Esporte Interativo (Turner) e Globo.  Na primeira fase, a investigação do Cade enviou ofícios a todos os clubes da Série A e B sobre propostas feitas pela Turner e a Globo para a transmissão do Brasileiro 2019 na TV por assinatura. Nesta segunda fase, iniciada em maio, foram enviados ofícios às redes de TV aberta Record, SBT, Rede TV, TV Brasil e Band.

 

O atual contrato da Rede Globo com os clubes que participam do Campeonato Brasileiro termina em 2018. Recentemente, a Rede Bandeirantes (Band), parceira da Globo desde 2007, desistiu de exibir a temporada 2016, deixando a Globo como a única opção para assistir as partidas na TV aberta.

 

Atualmente, a Globosat está em disputa pelos direitos de transmissão na TV paga para o período 2019/2024 com Esporte Interativo.  A negociação deve ser feita diretamente com os clubes.