Conteúdo local na TV por assinatura melhorou em 2018

images_cms-image-000596959

A TV por assinatura veiculou 2.684 títulos brasileiros em 2018, de acordo com dados da Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual (OCA) da Ancine. A participação de programação brasileira nos canais de espaço qualificado (CEQ), que devem incluir três horas e meia por dia de programação brasileira, foi de 7,5% e alcançou 14,3% entre 18 e meia-noite.

Nestes canais, a produção independente representa a maior parte do conteúdo brasileiro, que alcança um 4,6% do total da programação e aumenta para 10,5% no horário nobre.

Nos canais brasileiros de espaço qualificado (CABEQ), 36,7% do conteúdo e brasileiro e independente, e o 56,5% de horário é dedicado à programação brasileira. No horário nobre, os números aumentam para 50,3% na programação brasileira independente e 70,2% na programação original brasileira.  Estes canais têm obrigação de veicular conteúdo majoritariamente brasileiro no horário nobre.

Globo e Fox  foram os grupos mais proeminentes no conteúdo brasileiro e independente. A Globo liderou na média semanal por canal com 10 horas e 50 minutos de programação brasileira, seguida pela Fox, com 5 horas e 12 minutos. Em conteúdo independente brasileiro nenhuma vantagem significativa foi registrada: o grupo Globo veiculou 4 horas e 50 minutos, e a Fox gravou 4 horas e 41 minutos na média semanal por canal no horário nobre.  Canais esportivos, notícias e Canal Brasil não foram incluídos.