Intelsat prepara lançamento de satélite EpicNG para serviços de TV no Brasil

O primeiro satélite da série de alta capacidade EpicNG da Intelsat já se encontra na Guiana Francesa preparado para lançamento, que deve acontecer no final de janeiro de 2016. O Intelsat 29e terá cobertura para banda C e Ku para toda a América Latina e América do Norte.

O satélite 29e foi fabricado pela Boeing e equipado com tecnologia de alta capacidade e está desenhado para operar em conjunto com outros satélites da frota Intelsat e com a infraestrutura terrestre. O objetivo é oferecer backhaul a operadoras móveis e serviços de TV e de acordo com a Intelsat, se espera que o aumento de tráfego de dados da América Latina cresça 66% até 2018.

Algumas empresas já se comprometeram a tirar proveito do novo satélite como a Fox Latin America Channels do Brasil, Bandeirantes do Brasil, Telefônica do Peru, Cadeia Equatoriana de Televisão, entre outras. O lançamento está previsto para 27 de janeiro e se for bem-sucedido, colocará o satélite na posição 50 graus Oeste para começar a operar até o meio do ano.

Intelsat prepara lançamento de satélite EpicNG para serviços de TV no Brasil

O primeiro satélite da série de alta capacidade EpicNG da Intelsat já se encontra na Guiana Francesa preparado para lançamento, que deve acontecer no final de janeiro de 2016. O Intelsat 29e terá cobertura para banda C e Ku para toda a América Latina e América do Norte.

O satélite 29e foi fabricado pela Boeing e equipado com tecnologia de alta capacidade e está desenhado para operar em conjunto com outros satélites da frota Intelsat e com a infraestrutura terrestre. O objetivo é oferecer backhaul a operadoras móveis e serviços de TV e de acordo com a Intelsat, se espera que o aumento de tráfego de dados da América Latina cresça 66% até 2018.

Algumas empresas já se comprometeram a tirar proveito do novo satélite como a Fox Latin America Channels do Brasil, Bandeirantes do Brasil, Telefônica do Peru, Cadeia Equatoriana de Televisão, entre outras. O lançamento está previsto para 27 de janeiro e se for bem-sucedido, colocará o satélite na posição 50 graus Oeste para começar a operar até o meio do ano.