Superintendência do Cade recomenda veto à fusão AT&T-Time Warner

ATT-TimeWarner

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade) recomendou –na semana passada– a impugnação da compra da programadora Time Warner pela AT&T, controladora indireta do DTH SKY no país.

Em nota, a Superintendência-Geral do Cade afirma que “a operação não pode ser aprovada da forma como foi apresentada”, uma vez que “a nova empresa teria capacidade e incentivos de adotar diversas formas de discriminação contra concorrentes”, segundo informou Reuters.

De acordo com o órgão antitruste, com a aprovação do ato de concentração a Time Warner teria acesso a informações sensíveis dos concorrentes através da SKY, e AT&T teria conhecimento das condições negociadas pelos rivais por meio da Time Warner.

Agora, o tribunal do Cade deverá decidir se aprova ou não a fusão no país. A operação foi notificada em 28 de março deste ano e o Cade tem um prazo de 240 dias para a decisão final, prorrogáveis por mais 90 dias.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page