TV paga do Brasil perdeu 100 mil assinantes em setembro

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou o novo balanço de serviços de telecomunicações mostrando que em setembro as assinaturas de serviços de TV voltaram a cair com uma perda de 100 mil clientes, fechando o mês com 19,48 milhões de acessos frente a 19,58 milhões em agosto e 19,64 milhões em julho. No nono mês do ano, o serviço esteve presente em 29,36% dos domicílios brasileiros.

Praticamente todas as operadoras apresentaram queda na base de clientes e a Sky repetiu a liderança em desconexões, com perda registrada de 69,5 mil clientes. A América Móvil (Net e Claro) segue como líder no setor com 52,02% de quota do mercado, seguida pela Sky (AT&T) com 28,43%. A Telefônica/Vivo vem em terceiro lugar, com 9,43% de market share (após a fusão com GVT) e a Oi TV caiu para o quarto lugar, com 6,01%.

Em relação à tecnologia, o DTH continua caindo desde abril, mas segue como líder com 59,49% de presença nas casas com TV paga, totalizando 11.588.145 de clientes. Em seguida vem o cabo, com 39,65% dos acessos e o FTTH que tem crescido um pouco mês a mês e apresenta agora 0,79% de quota. Em último lugar estão MMDS e TVA, com 0,06% e 0,02% respectivamente. Com mais um mês de perda de assinantes, é possível que o setor de TV termine o ano com crescimento zero, conforme preveu a ABTA (Associação Brasileira de TV por assinatura) em agosto.

TV paga do Brasil perdeu 100 mil assinantes em setembro

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou o novo balanço de serviços de telecomunicações mostrando que em setembro as assinaturas de serviços de TV voltaram a cair com uma perda de 100 mil clientes, fechando o mês com 19,48 milhões de acessos frente a 19,58 milhões em agosto e 19,64 milhões em julho. No nono mês do ano, o serviço esteve presente em 29,36% dos domicílios brasileiros.

Praticamente todas as operadoras apresentaram queda na base de clientes e a Sky repetiu a liderança em desconexões, com perda registrada de 69,5 mil clientes. A América Móvil (Net e Claro) segue como líder no setor com 52,02% de quota do mercado, seguida pela Sky (AT&T) com 28,43%. A Telefônica/Vivo vem em terceiro lugar, com 9,43% de market share (após a fusão com GVT) e a Oi TV caiu para o quarto lugar, com 6,01%.

Em relação à tecnologia, o DTH continua caindo desde abril, mas segue como líder com 59,49% de presença nas casas com TV paga, totalizando 11.588.145 de clientes. Em seguida vem o cabo, com 39,65% dos acessos e o FTTH que tem crescido um pouco mês a mês e apresenta agora 0,79% de quota. Em último lugar estão MMDS e TVA, com 0,06% e 0,02% respectivamente. Com mais um mês de perda de assinantes, é possível que o setor de TV termine o ano com crescimento zero, conforme preveu a ABTA (Associação Brasileira de TV por assinatura) em agosto.