Vivo aumenta acessos pelo IPTV e tem 739 mil HPS a FTTH no Brasil

Em sua apresentação dos resultados trimestrais do primeiro trimestre de 2020, a  Vivo registrou 753 mil acessos para TV paga via IPTV no Brasil. O número representa 38 mil acessos mais do que os 715 mil registrados no final de 2019, e um aumento de 136 mil em relação aos 617 mil acessos que a empresa teve no primeiro trimestre de 2019. Da mesma forma, nos últimos resultados publicados pela Anatel, o órgão regulador indicou que a Telefónica encerrou março com 1,28 milhão de acessos de TV paga no país. Além disso, a Vivo já acumula 739 mil HPs em sua rede FTTH até agora este ano.

Os resultados também indica que os acessos de TV paga via IPTV registrados pela Telefónica aumentaram 22% entre o primeiro trimestre de 2019 e o mesmo período de 2020. Da mesma forma, o ARPU mensal de TV paga da empresa passou de R $ 101,8 no primeiro trimestre de 2019, para R $ 108,4 no primeiro trimestre de 2020. A empresa, por sua vez, registrou um ARPU de R $ 108,5  no fechamento do ano passado. Os números detalhados aqui indicam um aumento de 7% entre os ARPUs apresentados no primeiro trimestre de 2019 e no primeiro trimestre de 2020.

No Brasil, a Vivo apresentou sua receita fixa no valor de R$ 3.754 milhões no final do primeiro trimestre de 2020, 3,6% inferior aos R $ 3.894 milhões registrados no final do mesmo período de 2019. Em relação à receita obtida pela empresa em TV paga, avaliada em R $ 423 milhões, também houve uma queda: em relação ao primeiro trimestre de 2019, esse número é 10,3% menor , já que, nesse período, totalizou R $ 471 milhões. Além disso, no último trimestre de 2019, a receita da TV paga da Telefónica foi de R$ 439 milhões.

Apesar da queda, a Telefónica Brasil destacou que as receitas dos setores de FTTH e IPTV já representam 24% de suas receitas fixas, e ambos experimentaram aumentos: o setor de FTTH passou de ter uma receita de R $ 437 milhões no primeiro trimestre de 2019, para R$ 626 milhões no primeiro trimestre de 2020, o que representa um aumento de 43,3%. No quarto trimestre de 2019, as receitas do setor foram avaliadas em R$ 586 milhões. O setor de IPTV registrou uma receita de R$ 258 milhões no final do primeiro trimestre de 2020, um número que significa um aumento de 29,3% em comparação aos R$ 199 milhões registrados no mesmo período do ano passado. No final do quarto trimestre de 2019, as receitas do setor eram avaliadas em R $ 244 milhões.

A Telefónica também informou que adicionou 22 novas cidades à sua rede FTTH, que já registra 186 cidades, em comparação com as 164 apresentadas no final de 2019. Durante o primeiro trimestre, a empresa implantou sua rede em Amparo (São Paulo); Caieiras (São Paulo); Campina Grande (Paraíba); Campos dos Goytacazes (Rio de Janeiro); Criciúma (Santa Catarina); Dourados (Mato Grosso do Sul); Foz do Iguaçu (Paraná); Governador Valadares (Minas Gerais); Itaquaquecetuba (São Paulo); Itumbiara (Goiás); Louveira (São Paulo); Ourinhos (São Paulo); Pinhais (Paraná); Ribeirão Pires (São Paulo); Rio Verde (Goiás); Santa Rosa (Rio Grande do Sul); Santo Ângelo (Rio Grande do Sul); São José (Santa Catarina); São Roque (São Paulo); Sinop (Mato Grosso); Três Pontas (Minas Gerais) e Votorantim (São Paulo).