Com o início das operações do satélite SKY-B1 iremos oferecer novos canais HD, novos serviços e experiências

Antes de sua participação na conferência NexTV Series Brasil 2017, o VP de Marketing e Programação da SKY, Agricio Silva Neto, conta em entrevista à NexTV News Brasil os projetos para este ano.

A NexTV Series Brasil 2017 acontecerá no dia 19 de abril em São Paulo. Silva Neto será parte do painel “Transformação da TV por assinatura“.

 

-Qual será o foco da área de programação em 2017?

O ano de 2017 será importante para a SKY no que diz respeito à programação. Lançamos em fevereiro um novo satélite e, em abril, iremos inaugurar o nosso novo centro de transmissão e data center em Jaguariúna, no interior de São Paulo. Esses movimentos nos permitirão incrementar de maneira relevante o lançamento de novos canais e serviços para nossos clientes. Este é um dos investimentos mais significativos da empresa em vários anos, cerca de R$ 1,3 bilhões. Também para 2017, a SKY trará ainda mais inovação para oferecer a seus clientes novas experiências em consumir TV.

 -Quais serviços a companhia oferecerá com a nova capacidade no SKY-B1?

Com o início das operações do nosso novo centro de transmissão e do satélite SKY-B1, iremos oferecer novos canais HD, novos serviços e experiências para nossos clientes. Estamos preparando uma série de novidades que serão lançadas em breve, e que vão otimizar a maneira de assistir TV.

 -Qual a importância do pré-pago como estratégia frente à crise?

O ano de 2016 foi bastante desafiador para todos os setores da economia – e com a TV paga não foi diferente. Foi um período que exigiu criatividade, revisão de rota e rápidas tomadas de decisões em nome da manutenção do cliente e saúde do negócio. A SKY considerou esse momento em seu plano de negócios e por isso soube dar uma resposta adequada ao mercado durante a crise. A empresa apostou na modalidade de TV pré-paga, passando a oferecer um portfólio ainda maior, com opções de produtos para todos os perfis de consumo. Houve uma movimentação importante da empresa em busca de ouvir o cliente e isso se refletiu, por exemplo, na oferta de novos pacotes e em recargas mais atraentes.

 -Os hábitos de consumo de vídeo estão mudando: quais são as ações que a SKY realiza para se adaptar à mudança?

Buscamos sempre acompanhar e nos antecipar às demandas do setor no que diz respeito à oferta de produtos/serviços, com o objetivo de levar o que há de mais moderno para os clientes, para que eles tenham a melhor experiência ligada a entretenimento. A SKY é uma empresa inovadora e está sempre atenta aos hábitos de consumo e às necessidades dos seus clientes. Estamos trabalhando para trazer ainda mais inovação, preparando uma série de novidades que serão lançadas em breve.

 -As plataformas OTT são uma ameaça para os sistemas tradicionais de TV paga?

A SKY acredita na complementariedade das plataformas digitais com a TV. Para ter acesso a serviços mais completos, a janelas de exibição mais recentes e a eventos ao vivo, o consumidor precisa ser assinante de TV paga. O assinante de TV paga tem ainda a flexibilidade de assistir grande parte da programação da sua TV via plataforma digital. Na SKY, por exemplo, o cliente tem acesso aos serviços de TV Everywhere dos principais parceiros como HBO, TELECINE e ESPN pelo SKY Online (www.skyonline.com.br). A experiência da TV por assinatura é mais completa, que agrega muito valor ao serviço e faz toda diferença para o cliente. Ainda neste ano a empresa terá novidades nesse sentido.

 -O conteúdo continua sendo o rei ou a plataforma de distribuição?

Como dito anteriormente, entendemos que as plataformas de distribuição se complementam, visto que determinados conteúdos, como os eventos ao vivo, por exemplo, estão na TV Paga. Tanto o conteúdo, quanto a plataforma têm um papel importante e relevante nesse cenário.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePrint this page