IPTV

7 mil aparelhos IPTV piratas são destruídos pela Receita Federal

82views

Nesta última sexta-feira, 25 de setembro, a Receita Federal destruiu cerca de 7 mil aparelhos IPTV pirata, apreendidos em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, na frontera com o Paraguai. Conhecidos popularmente como “TV Box”, esses dispositivos oferecem o acesso ilegal ao sinais de canais fechados de TV por assinatura, por meio de uma conexao com a internet. 

Esses equipamentos não são homologados pela Anatel, o que significa que não passaram por testes para atestar se eles representam algum tipo de risco aos seus usuários. Segundo  vários websites especializados, de acordo com a ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura), os aparelhos de acesso ilegal aos canais pagos causam um prejuízio de R$9,5   bilhões por ano para a indústria audiovisual no Brasil, dos quais R$1 bilhão em impostos que deixam de ser arrecadados pelos governos.  Os equipamentos são destruídos para que não voltem ao mercado e suas peças plásticas e metálicas são enviadas para reciclagem. 

Segundo o website Minha Operadora, os dispositivos TV Box foram apreendidos entre fevereiro de 2019 e julho deste ano e sua destruição ocorreu na alfândega de Ponta Porã. No início deste mês, a Receita Federal também apreendeu 22 mil caixas de TV pirata no Porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro. Já em São Paulo, a Polícia Civil retirou do comércio local 5 mil STBs piratas no início deste ano.