Ministro das Comunicações do Brasil afirma que faixa 700MHz será liberada mesmo sem desligamento analógico

O Ministro das Comunicações André Figueiredo está otimista para a próxima pesquisa de campo que irá mostrar como está a cidade-piloto da migração para TDT -Rio Verde (GO)- após o resultado inicial de 69% ter inviabilizado o switch-off analógico no dia do cronograma, 29 de novembro, e afirmou que a faixa 700 MHz será liberada para as teles mesmo que não haja o desligamento.

O Gired, grupo responsável pela migração, irá se reunir na próxima quarta-feira (9) para ver os resultados da nova pesquisa e tomar uma posição definitiva sobre as novas datas de desligamento. O ministro afirma que ainda que as datas do desligamento em algumas cidades sejam postergadas, a faixa de 700 MHz, comprada pelas teles, será liberada para a implementação do 4G.

Em algumas cidades não é possível manter os dois serviços na mesma faixa, como foi o caso da operadora Viamax (Santa Catarina) que se viu forçada a encerrar suas operações de TV devido a interferência no sinal, mas o ministro não explicou como isso será resolvido. Ele assegurou que a data final de 31 de dezembro de 2018 para a TDT totalmente instalada será mantida. “Temos o desafio de não deixar as pessoas sem o sinal de TV, mas temos um compromisso contratual com as empresas que compraram a faixa”, explicou.