TVM de Moçambique segue expansão por províncias com transmissões em línguas locais

A emissora pública TVM (Televisão de Moçambique) segue sua estratégia de transmitir em mais provinciais e criar programas locais nas línguas faladas pela população e anunciou que a partir de sábado (19) começará o processo de transmissão na província de Tete, nas línguas Português e Chinhunguè.

O responsável da TVM Amarildo Romão afirmou que os preparativos estão na fase final e as novas instalações equipadas com tecnologia de ponta tiveram ajuda do Governo Provincial de Tete, que ofereceu o edifício e parte do equipamento dos estúdios, um grande passo visto que anteriormente as emissões eram em instalações emprestadas e pouco adequadas.

O programa de expansão pelas províncias é a prioridade da TVM e busca aproximar seus serviços da comunidade com programas informativos e educativos em línguas locais para diminuir as assimetrias no país. A emissora destacou que os governos de cada província têm sido de extrema ajuda ao viabilizar equipamentos, locais e profissionais especializados. Em outubro foi a mais recente expansão do canal, que chegou a Inhambane em quatro línguas diferentes.

TVM de Moçambique segue expansão por províncias com transmissões em línguas locais

A emissora pública TVM (Televisão de Moçambique) segue sua estratégia de transmitir em mais provinciais e criar programas locais nas línguas faladas pela população e anunciou que a partir de sábado (19) começará o processo de transmissão na província de Tete, nas línguas Português e Chinhunguè.

O responsável da TVM Amarildo Romão afirmou que os preparativos estão na fase final e as novas instalações equipadas com tecnologia de ponta tiveram ajuda do Governo Provincial de Tete, que ofereceu o edifício e parte do equipamento dos estúdios, um grande passo visto que anteriormente as emissões eram em instalações emprestadas e pouco adequadas.

O programa de expansão pelas províncias é a prioridade da TVM e busca aproximar seus serviços da comunidade com programas informativos e educativos em línguas locais para diminuir as assimetrias no país. A emissora destacou que os governos de cada província têm sido de extrema ajuda ao viabilizar equipamentos, locais e profissionais especializados. Em outubro foi a mais recente expansão do canal, que chegou a Inhambane em quatro línguas diferentes.