Uncategorized

Globo reduz qualidade de vídeo para viabilizar tráfego na Internet

12views

Diante da crise do coronavírus (covid-19), a plataforma de vídeos sob demanda over-the-top da Globo vai reduzir a qualidade dos vídeos para “garantir estabilidade do streaming”. Segundo a empresa anunciou no domingo, 22, o Globoplay acabará temporariamente com a opção de vídeos em 4K e Full HD (1080p). A medida começou a valer a partir da segunda-feira, 23 de março, e tem como objetivo “gerar um perfil de consumo de tráfego mais conservador para evitar um possível colapso da infraestrutura de troca de tráfego público e também garantir uma experiência de qualidade em todas as plataformas”. A mudança é também válida para os sites do G1, Globoesporte.com, GShow e Globosat Play.

Segundo o site do G1, os perfis de resoluções mais altas como 4K e Full HD (1080p) serão temporariamente suprimidos. A maior resolução para conteúdos ao vivo e em VOD será a HD (720p). A taxa de bitrate praticada na resolução Full HD, de 5,8 Mbps, cairá para 2,8 Mbps na transmissão HD. Um capítulo de novela com 60 minutos de conteúdo em Full HD, que consumia 2,5 Gb, passará a requerer 1,2 Gb, uma economia de dados de 52%.

A decisão foi tomada após a observação de um grande crescimento nas curvas de consumo da internet brasileira, como consequência do isolamento das famílias em suas residências. Medidas semelhantes já foram tomadas na Europa. A Globo espera que, no Brasil, seu movimento seja acompanhado por outros provedores de serviços na Internet, especialmente os de streaming.

“Esta é uma medida de solidariedade e responsabilidade”, diz Raymundo Barros, diretor de Tecnologia da Globo. “Temos que agir proativamente para evitar um cenário de colapso na infraestrutura da Internet brasileira num momento tão delicado, em que os serviços digitais são fundamentais para a população.” 

A medida visa também a viabilizar o consumo de conteúdos do Globoplay em vídeo por mais brasileiros neste momento de crise, inclusive os não assinantes. Na semana passada, o serviço franqueou o acesso a 60 títulos infantis e a 14 juvenis, incluindo todas as temporadas de ‘Malhação’ disponíveis em seu acervo e séries como ‘Shippados’ e ‘Sandy & Jr’. A partir desta segunda-feira, todos os capítulos da primeira parte de ‘Amor de Mãe’ também estarão disponíveis para não assinantes, bastando o preenchimento de um cadastro e a realização de login na plataforma. Desta forma, quando a exibição da novela for retomada, mais espectadores estarão atualizados com a trama.